Retalhos e Devaneios

Retalhos e Devaneios

Páginas

domingo, 23 de novembro de 2014

despedir-se


É isso que tu queres? 
Então use...
É isso que desejas?
Então vá, abuse...
Não, não haverá palavra de afeto...
Você não valoriza benevolências..
Contente-se...
Não era isso que querias?
Lambuze-se...
Nem uma palavra!
Lembras que não gostas de diálogos...
Agora é teu momento de regojizar-se...
Não terás palavras, não terás lamentos, não terás calento. 
Era isso que querias, não é mesmo?
Despedir-se é também despir-se. 

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Podes me dar migalhas, 
podes roubar meu tempo, 
podes despojar-me de minha juventude, 
pode acabar com minha esperança, 
pode subjugar-me, 
pode escravizar-me, 
pode calar minha boca, 
pode acabar com minha esperança, 
mas jamais terá minha rendição, 
não entrego meu ar, 
vivo nos ideais,
tortura-me, mate-me lentamente, 
meu corpo morrerá, meu ideal é eterno. 
meu ideal não se compra, não se mata, não se destrói, não se controla. 
Essa sede é insaciável.  

domingo, 16 de novembro de 2014

Apaixonados.

Dizem que os apaixonados são cegos. 
MENTIRA! 
Os apaixonados é que sabem enxergar. 
A beleza é sempre vista pelos olhos dos apaixonados. 
Os apaixonados veem sem desqualificar, sem justificar, 
Apaixonados veem melhor, 
Quero olhos eternamente apaixonados.