Retalhos e Devaneios

Retalhos e Devaneios

Páginas

domingo, 12 de maio de 2013

Descobri, a puro penar, que não somos importantes, digo, verdadeiramente importantes para ninguém, qualquer um toca a vida sem você, basta um tempo de silêncio que os telefones não tocam, os emails não vem, a pergunta sobre como você está não rola. Não somos imprescindíveis, não somos especiais, não somos únicos, não somos amados como queríamos, quiçá amados, somos sós, somos matéria, somos frágeis e ninguém tem tempo para se preocupar com isso. 

3 comentários:

  1. Tudo isso é tão fato que mais sensato é não mais lutarmos contra.
    GK

    ResponderExcluir
  2. Eu descordo mas de um modo carinhoso, porque alguns meses atras eu pensava dessa maneira também, tocamos a vida mas não quer dizer que não nos importamos, enlouqueceríamos se ficássemos estagnados.O dia a dia é uma correria mas isso não significa que não somos importantes ou não damos importância a ninguém..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes eu tbm discordo, mas hoje penso que apenas nos enganamos profundamente porque é doloroso demais acreditarmos que não temos a importância que pensamos que temos. Somos substituíveis e esquecíveis, as vezes até rápido demais. A vida sempre continua. Mas espero ter um surto e voltar a pensar de outra forma.

      Excluir