Retalhos e Devaneios

Retalhos e Devaneios

Páginas

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Perdida.


Lá estava ela jogada, caída, seca, perdida entre as rochas frias, imóveis e pesadas, a água longe corria, não tinha como a carregar, o sol escondia-se, ela quase sumia, mas estava ali. Não conseguia tornar-se invisível, não podia voltar para o galho, ah voltar a ter vida, se pudesse. Ficou ali, sem movimento, sem ação, só solidão, . Quem sabe um vento, uma brisa, levaria ela à terra, e tornando-se adubo haveria alguma serventia. Mas ventinho não veio, nem uma brisa, nem um suspiro e ela ali ficou. 

2 comentários:

  1. Que lindo, adorei o texto!
    Um beijo de sua mais nova seguidora...kkk

    Camila- Ninho de Fogo

    ResponderExcluir