Retalhos e Devaneios

Retalhos e Devaneios

Páginas

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Não há razão, não há permissão, mas ela volta, volta devagar, dizem que do chão não se passa, talvez estejam certos, e hoje ao abrir os olhos, com a cabeça ainda doendo do sono forçado, dos sonhos da noite a luz lhe deu uma nova ideia: é necessário viver, estas viva ainda, do chão não passastes!

Um comentário: