Retalhos e Devaneios

Retalhos e Devaneios

Páginas

sábado, 3 de novembro de 2012

Feira do Livro de Porto Alegre

              A Feira do Livro de Porto Alegre é assim: 
        Os preços não são mais acessíveis que nos sites, é uma multidão que você mal consegue se comunicar com os atendentes, as pessoas pisam no seu pé o tempo todo, é sempre um calor infernal, insuportável ou chove com direito a temporais e vendavais. A cena mais perfeita para descrever a feira do livro é a de um açucareiro esquecido aberto em uma casa  em um sítio, sabe?                  
       Assim repleto de formigas esfomeadas, uma sobre as outras! 
          É assim, imagina a banquinha fofa lá, e grupos de pessoas doidas por cima dos livros, esfomeadas. As pessoas se pisam, passam um braço no outro, bem, é assim, exceto a noite que é um pouco mais calmo.  
    Apesar disso, não falto a nenhuma, desde a minha adolescência, nenhuma! Vou todos os anos! Pergunta por quê?
            Porque é uma obrigação, passamos o maior sufoco, mas é maravilhoso ver aquele mar de livro, eu sei que tem livrarias maravilhosas, com tantos livros quanto a feira, mas não tem o povo. É o momento de vermos Povo e Livros unidos em um só, vermos todas as idades, todas as classes reunidas a cata do seu livro. É um prazer enorme ouvir as pessoas conversando sobre os livros que compraram, os livros que leram no ano anterior, é delicioso ver pessoas simples indicando livros, ver autores em contato com seus leitores, ver as escolas e seus alunos indo ao teatro. A feira do Livro de Porto Alegre é mais que um evento é uma celebração, um dos eventos que mais aguardo no ano. 
              Já fui duas vezes esse ano, uma com meus alunos e uma sozinha, ainda quero ir mais uma vez pelo menos! Vá também! 


(hoje sem foto_____ posto outro dia) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário