Retalhos e Devaneios

Retalhos e Devaneios

Páginas

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

TATTOO FEMININA.

Falei esses dias para minha tradicional mãe que iria fazer mais uma tatuagem - tenho só duas bem pequenas - ela como esperado fez aquele fiasco, apelando para os mais absurdos argumentos, ao fim ela me disse: faz então, será uma velha pelanquenta cheia de risco murcho.
Não pude deixar de rir e imaginar o cenário que me espera, por fim olhei para ela e respondi: Sim, eu e toda a minha geração, velhos murchos cheios de riscos.
Então mulheres tatuadas sem estresse, estamos juntas, e que o tempo venha nos maltratar, continaremos felizes contando as histórias de nossas rugas e riscos.
Enfim, quero fazer uma manga, ombro e braço, uma verdadeira obra de arte, quero me sentir uma tela, mas confesso que estou morrendo de medo, primeiro porque ainda não achei o desenho certo, segundo porque sou professora e não gostaria de ser tratada com preconceito pelos pais de meus alunos. Pelos meus alunos creio que não, mas pelos pais não sei bem. Enfim, estou na fase de escolhas. Gostei dessas como inspiração, se alguém puder opinar será de grande valia.
1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

As fontes foram variadas, não pretendo fazer igual, mas estão servindo para eu me inspirar e explicar para o tatuador. Gostaram de alguma? Qual?

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

domingo, 23 de setembro de 2012

Narcisista: Eu?

        Pois é, esses dias parei e pensei nisso, nossa acho que sou um tanto quanto narcisista, afinal pertenço a geração que mais se autoama, acho que nem existe essa palavra, mas enfim, percebi que o que mais faço em redes sociais é analizar os posts que eu mesma posto, e pior, as fotos que mais olho são as minhas próprias. Um excesso de amor próprio que precisa ser analisado, acho que é fácil de cair no egoísmo e na individualidade. O lado bom é não sofrer de carencias extremas, de estar de bem consigo mesma, de gostar de se ver, de perceber as mudanças sofridas pelo tempo, estar em constante autoanálise. Mas é bom ficar atenta, se você é como eu, quando passa do limite, é tão ridículo, aff tem gente que exagera, aí é o contrário também, posta tanta coisa de si, que só consegue enxergar o próprio umbigo, disso, amém, acho que estou imune, assim espero. E já que o assunto é ser um tanto quanto narcisista, compartilho aqui alguns momentos meus, de amor próprio. kkkk, Comprei uma câmera e estou sofrendo para aprender a usar, odeio manuais, então fico treinando aquelas fotos de si própria sabe, coisas dessa geração, kkkk é engraçado, mas é um momento bem legal de estar consigo e sua câmera, bacana, tipo ficar pelada em frente ao espelho, é importante demais.
 

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

índio yanomami, fotografia de Claudia Andujar.
 
Grito de LIBERDADE foi a coleção lançada em 2012 por Retalhos & Devaneios!
Esta coleção procura dialogar com nossos conceitos sobre Liberdade e toda a sua essencia, procurando indagar e redimensionar esse conceito que transcende significados e perpassa por sentimentos e até, porque não, uma ideologia. A coleção, através de suas formas e cores,  valoriza a liberdade, a cultura de nossos povos nativos, dos povos que então, por tempo, viveram em liberdade, e nossa nova busca por isso que é mais que um desejo, deve ser um ideal de vida.
As peças dessa coleção usam e abusam das penas, das cores, do peso (maxi coloares / pedras) e da levesa (missangas / franjas), misturando materiais e conceitos.
Conheça aqui as peças com penas dessa coleção.
Se gostar comenta ou passa no face para conhecer a coleção inteira!
 














 
 
 


quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Muitas PENAS!

Amo produções com penas!!!
Colar, brinco, botas, bolsas, tatoo...  tudo que puder, acho que minha ascendência indígena grita dentro de mim quando vejo umas penas! Que se dane tendência, penas e penas sempre, se bem que elas andam invadindo novamente as produções. Hoje postarei umas produções com penas que  gostei e pesquisei na net. Amanhã postarei colares que produzi, repletos até a alma de penas!.