Retalhos e Devaneios

Retalhos e Devaneios

Páginas

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Pertenço

Muitas e muitas vezes  ouço reclamações de amigos e familiares sobre a minha falta de tempo, a falta de tempo para dar-lhes a atenção que merecem, a minha falta de tempo para comigo mesma. Eu própria a questiono constantemente, as brigas interiores são intermináveis, me questiono por que, por que? Já reduzi escolas, reduzi horas, reduzi horários de estudos e continuo sempre sem tempo, cadernos, textos, trabalhos, vídeos, cursos, enfim...  De tanto questionar, cheguei a uma conclusão, não sou das pessoas que não consegue viver sem estar repleta de trabalho, eu hein, adoro férias, amo fim de semana, sou a favor dos direitos trabalhistas, de salários dignos, nada de exploração. Mas minha falta constante de tempo está muito atrelada a como vejo a Educação. Eu, mesmo depois de 12 anos em sala de aula, acredito na Educação, acredito na educação transformadora, acredito na justiça social, acredito na igualdade. Sim muitas vezes desanimo, quando estes sonhos me parecem ingênuos e impossíveis, mas no dia seguintes eles me parecem fortes, dignos, honestos e verdadeiros , por eles levanto da cama e sigo, sigo dedicando meu tempo. Acredito nas revoluções, admiro revolucionários, choro lendo sobre seus sonhos, mas eu mesma nunca peguei em armas, nunca participei de partido político, minha revolução é a sala de aula, minha revolução é a História, transmitida, ensinada, transformada, estudada, aprendida e criada nas escolas. Às vezes me sinto injustiçada, sozinha e desanimada, mas logo encontro outros tantos revolucionários da sala de aula, ex  colegas de Unisinos, ex colegas de Escolas, colegas atuais, e escolas que acreditam na mesma coisa. Não quero abdicar de minha vida pessoal, não é isso que estou querendo dizer, não devemos professores, fazer isso, não é nisso que acreditamos. A idéia é só lembrar que nossa luta é diária, nossas armas são os livros, nós estamos diariamente em guerra contra o inimigo da alienação, da apatia, nossa luta é muito difícil, é palmo a palmo. Mas nossa luta é legítima, é a mais linda do mundo, é a mais digna do mundo. Nós acreditamos numa educação, na educação da igualdade, na educação de qualidade, na educação que objetiva o coletivo. Nossa vida está ligada a isso, esse sonho nos deixa vivos, vivos e felizes. Eu ainda sonho, por isso ainda sou feliz.

terça-feira, 17 de julho de 2012

FRIDA KAHLO

A melhor de todas!

Ousada que só ela!

  
Se alguém souber a fonte, me passa, para eu colocar os créditos.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Aos anônimos!

Ai quase morri de rir hoje, a internet tem dessas coisas, a gente escreve livremente, e tem que ouvir os raivosos de plantão, até aí faz parte, é assim no dia-a-dia também, vai dizer o que pensa, e lá vem as feras, digo feras, porque discordar é coisa para gente educada e cabeça aberta. Não para os raivosos de plantão, esses estão sempre bufando, sempre dispostos ao extermínio. Mas chega de blábláblá, vamos aos fatos.

Esse blog é totalmente liberto, um espaço mto meu que posto, quando dá tempo, o que dá vontade, gosto de tudo um pouco, por isso essa grande diversidade, e sinceramente, pouco aprofundamento, mas enfim é um barato, há até quem goste kkkk, gosto de entrar e ler uns quatro aqui que são os meus preferidos.

As vezes, dedico os posts para meus delirios do dia, apelidados por mim de "devaneios", um deles entitulado "Basta! Chega de vitimizar-se!", que era só um desabafo, depois de dar uma analizada no comportamento das pessoas no face, é o mais lido do momento, muitas visualizações. kkkk até achei estranho, era apenas um devaneio. Mas não é que provocou a ira de alguém raivoso? kkkkk me encheu de desaforo, deve ser algum(a) louco(a), problemático(a), ou alguém que deletei (sim, ando usando estes termos) da minha vida e agora reaperaceu raivosinho(a). KKKK achei tão ridículo isso, fico imaginando a criatura, lendo o meu blog kkkk lendo minhas "coisinhas" e lá pelas tantas tendo uma crise histérica, uma vontade imensa de me xingar, mas claro, sem se expor, anonimamente, sorrateiramente deixa o recadinho anônimo.

Ora, santa paciência, se não concordou e acha que mereço tanto assim um comentário que o faça com qualidade e assine, aqui é livre para quem assina, se é tão covarde assim, sai daqui bicho louco, vai se tratar por favor. É a última vez que darei crédito para teus chiliques, simplesmente deletarei as bobajadas, se quiser fazer um boa crítica que faça. Só um adendo eu não leio Martha Medeiros, não gosto da forma como ela escreve, nisso você conseguiu me irritar: Será que minha escrita parece com a da Martha? putz. kkkkk no mais concordo contigo, sou prepotente, juro que sou iluminada, sabe que acredito fielmente nisso? kkkk perfeita não, mas acho minha imperfeição meu maior encanto (prepotente novamemente!). Ah! crescer? É ficar assim como você? Quero não! Baixar a crista? kkkkk respeitando a linguagem do(a) anônimo(a), kkkk essa não baixa, eu hein! por nada! Mas enfim fica na paz pessoa, analisa porque o texto tanto te irritou, não deve ser por mim não, deve ter se identificado (-como dizem por aí: serviu o chapéu?), então pede ajuda para alguém. Bjos.

Ah olhem o comentário anônimo:

"Quanta prepotência.... Quem lê toda a essa crítica jura que está diante de um ser perfeito e iluminado. Já eu, acredito que nada mais é do que um rascunho muito pretencioso de Martha Medeiros. Cresce menina. Sua crista baixa automaticamente! ( em Basta I !!!!!!! Chega de vitimizar-se!!!!!!em 08/07/12)