Retalhos e Devaneios

Retalhos e Devaneios

Páginas

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Devaneios: esquizofrenia carnavalesca!

Que droga essa esquizofrenia carnavalesca! Eu sei, eu sei, e juro, eu respeito, há estados que o carnaval deve realmente ser maravilhoso, sei que as pessoas se preparam para ele o ano todo, sei que já está enraizado em sua cultura e origem, e deve realmente ter mil possibilidades. Mas aqui no RS é chato, muito chato, é esquizofrenico, não há uma cultura do carnaval, há a cultura do SOU OBRIGADO A FAZER ALGUMA COISA. Nessa época as pessoas não perguntam como você está, elas te perguntam assim: E aí vai fazer o que no carnaval? ou: E aí vai para a praia? e de despedida: Bom Carnaval pra vc pule muito. _ Pule muito? essa é a pior pergunta de todas. As opções aqui no Rio Grande do Sul são lamentáveis.
    O carnaval de rua, do qual não tem toda a tradição de outros estados, e, muitas vezes, é um show lamentável e um desperdício do dinheiro público. Sei que há comunidades que realmente vivenciam o carnaval, a festa, a organização, o trabalho ao longo do ano, mas aqui no Sul é a minoria. Há escolas ótimas, trabalhos admiráveis, mas quando se reduzem a reproduzir o carnaval do Rio de Janeiro acho estranho, infelizmente na maioria é um desperdício mesmo.
       A outra opção é se mandar para o litoral, que é a opção mais usada, porém além de nosso litoral ser realmente, lamentavelmente, feio demais, fica tudo incrivelmente lotado, pessoas se amontoam em barracas nas casas de parentes, gente, gente, gente e mais gente. E aí já viu, a obrigatoriedade em fazer algo faz com que a maioria dessa gente perca qualquer tipo de noção de ridículo, andam com seus carros com músicas a todo volume, bebem horrores, ficam com qualquer um ou uma. Eu nunca tinha ido para o litoral nessa época, mas o calor de quarenta graus obrigou-me, assim como a maioria, a ir rumo a praia, fui só para passar o dia, realmente comprovei: muita gente! Muuuuuitaaaa gente! Tudo bem eu não passei calor e tive um dia divertido, mas realmente muita gente, quando fomos embora vi as pessoas reclamando de seus vizinhos que colocavam as caixas de som na janela para a rua toda ouvir, que absurdo!
       Quem fica na cidade como eu, não consegue levar uma vida tranquila, só se fala em carnaval, só se questinona, ah porque não vai pular o carnaval? O calor aqui do RS neste ano veio para destruir qualquer possíbilidade de descanso, vc pode passar o dia deitado e continuará cansado, muito calor. Ir para o mato, fugir para outro país, algumas vezes já tentei ir a lugares alternativos, mas é difícil, somos uma humanidade, deixamos de ser indivíduos, no carnaval.
     Eu entendo que é o último feriado que temos antes de acabar definitivamente as férias, que o calor nos obrigada a fugir, mas isso poderia ser uma opção, jamais uma obrigação. E se formos fazer algo, indiferente do que, precisamos sempre respeitar o outro e o lugar que estamos, não dá pra fazer tudo, aliás tudo de ruim, sejamos nós mesmo, antes, durante e depois do carnaval. Não somos obrigados a nada, lembrem-se!

Nenhum comentário:

Postar um comentário