Retalhos e Devaneios

Retalhos e Devaneios

Páginas

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Devaneio do dia: TRISTEZA!

Hoje eu ia escrever sobre meus devaneios sobre tristeza, aquela que martela o dia todo, que aperta o peito, que enche o olho, que nos faz suspirar de pena de nós mesmos, que joga o joelho no chão, a mão no rosto, o nariz para baixo... aquela que nos faz esquecer que um dia acreditamos ser felizes. Ia escrever que ela vai, mas sempre vem, que não nos abandona, que as vezes nos sufoca. Ia escrever que ela é muito desrespeitosa, não respeita dia, hora, condição, momento, ela chega e arrasa, sem agendar horário. Ia escrever que por mais equilibrados e bem resolvidos, quando ela vem consegue abalar tudo, vem e nos enche de dúvidas, de medos e até do escuro tememos. Ia escrever que com ela não tem maturidade nem idade, do feto ao idoso o sentimento dói igual. Ia dizer que ela nunca vai sozinha, a tristeza vem sempre acompanhada da solidão, do medo e do delírio. Não há sorriso nem lágrima que a amedronte e só o tempo pode com ela. Ia escrever, mas lembrei dessa música e desisti, preciso parar e curtir minha tristeza, não que eu goste disso, mas ela passou o dia inteirinho clamando por atenção, eis que a hora chegou.
A Felicidade
Vinicius de Moraes

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar
A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei ou de pirata ou jardineira
Pra tudo se acabar na quarta-feira
Tristeza não tem fim
Felicidade sim
A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranqüila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor
A felicidade é uma coisa boa
E tão delicada também
Tem flores e amores
De todas as cores
Tem ninhos de passarinhos
Tudo de bom ela tem
E é por ela ser assim tão delicada
Que eu trato dela sempre muito bem
Tristeza não tem fim
Felicidade sim
A minha felicidade está sonhando
Nos olhos da minha namorada
É como esta noite, passando, passando
Em busca da madrugada
Falem baixo, por favor
Pra que ela acorde alegre com o dia
Oferecendo beijos de amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário