Retalhos e Devaneios

Retalhos e Devaneios

Páginas

sábado, 26 de março de 2011

Fui........ ser feliz!

Bem nessa mesmo!

"Tô me afastando de tudo que me atrasa, me engana, me segura e me retém. Fui ser feliz, e não volto!" Caio F. de Abreu

Como sempre grande CFA, traduzindo nossos sentimentos, ou compartilhando os seus e nós nos identificando com isso, esses dias fiquei pensando na profundidade desta frase e do quanto ela é importante, há algum tempo comecei a fazer exatamente isso. Percebi que simplesmente estava pirando por fazer tudo na obrigação, aturar pessoas desagradáveis, evitar falar o que pensava, conter sentimentos e desejos, passar o dia inteiro fazendo quase tudo por obrigação. E daí de repente o estalar: Chega, vou ser feliz! Saí pra lá tudo "que me atrasa, me engana, me segura e me retém." essa vida é minha e eu nasci pra ser feliz. E lá fui eu cuidar de mim, sempre há uma obrigação ou outra, mas a primeira da lista é Ser Feliz.

Agora sim estou bem mais leve, fazendo coisas que me dão prazer, cuidando de mim, fazendo coisas que gosto, prestando mai atenção no que estou fazendo e porque estou a fazer. Me afastando de pessoas e coisas que me fazem mal. E as obrigaçoes rotineiras que não podemos jogar longe? Por que não mudar a relação com elas, mudar o jeito de fazer as coisas? E avaliar quais precisamos e quais simplesmente podem com franqueza serem banidas da nossa vida.

Faça você também!!!! Vai Lá, ser feliz!!!! e não volte!
Vale a pena!
Juliana Fraga

domingo, 6 de março de 2011

Violência contra as mulheres: "Unos cuantos piquetitos?!"


Em 1935, no México, minha pintora preferida pintou este quandro, segundo citação que recortei de um site: "Frida Kahlo pintó este cuadro inspirada por la noticia de un asesinato. Un hombre apuñaló 20 veces a su mujer o compañera... luego declaró que solo le había dado 'unos cuantos piquetitos'." Isto é, em 1935 nossa sensível artista já apontava a situação indigna que viviam as mulheres, sendo violentadas, torturadas, submetidas a servidão, assassinadas e tudo visto com normalidade pela sociedade. Este quadro foi um grito de revolta de Frida Kaho.
Fico me perguntando o que mudou dos anos trinta pra cá? É claro que a mulher adiquiriu muitos direitos e conquistou espaços até então proibidos e impensados. No entanto o rastro de violência e abusos cometidos por nossos criminosos machistas continuam. Atualmente, no Brasil, nosso país que mantém a fama de liberal e democrático apresenta os seguintes números:
- A cada dois minutos uma mulher é espancada,
- A cada dia 10 mulheres são mortas vítima de violência,
- 70% dos agressores são seus maridos!!!!!!!!!!!!!!!!!!
E muito mais, é só dar uma pesquisada, para nos depararmos com a realidade triste, repugnante, machista e nojenta que as mulheres brasileiras são submetidas.
Essa imagem é pra lembrarmos desta realidade, nos revoltarmos e fazermo algo.
A leí é importante, mas bem sabemos que só ela não vale nada, precisamos ter voz ativa, nos posicionarmos, expormos nossa opinião, defender e levantar a bandeira do feminismo. E ainda mais, não admitir nenhum tipo de violência contra a mulher, não admitirmos se quer piadas machistas, propagandas e visões machistas a nossa volta. E mais ainda deixar de educar meninos sem limites, incapazes de serem sensíveis, de respeitar, de levar não, chega de criar monstros que não choram, que não expoem sentimentos, que resolvem problemas com violência, que tratam suas irmãs, mães, professoras, colegas com desrespeito, produzindo assim esses serem repgunantes, horrorosos, patéticos, imbecis e incivilizados que são, que crescem e espancam filhas e assassinam esposas.

Viva a mulher!!!!!! Viva a liberdade!!!!!!!! Viva a igualdade!!!!!!!!!!!! Chega de barbaridades!!!!!! e barbáries!!!!!!!!!!!
Juliana Fraga.