Retalhos e Devaneios

Retalhos e Devaneios

Páginas

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Não deu!.... em partes!

Que horror! Blog jogado as traças!! Dois meses sem uma mísera palavra, sem entrar, nada! Bom, sem choro, estava largado porque eu não tinha tempo pra nada e odeio fazer coisas que não sejam pra valer. Se é pra entrar e postar qualquer bobagem, sem deixar claro o que penso, nem entro, uma posição bem pessoal. Além do mais, prometi este ano que me cobraria um pouco menos, do tipo, se não dá pra fazer, não dá e pronto, chega de delírio. E já que estou falando em algo que prometi para mim mesma, fui catar a pouco, onde tinha anotado minhas metas para 2011, foi o primeiro ano que fiz isso, e aff tive que dar umas risadas sozinha agora. Olha a lista:
1- Fazer teatro!
2- Ser mais tranquila no, e com, meu trabalho,
3- Não me cobrar tanto,
4- Fazer yoga,
5- Fazer meditação,
6- Fazer terapia com máxima urgencia,
7- Espiritualizar-me, procurar um centro budista ou algo assim.
kkkkkkk pelas metas percebi a loucura e insanidade da pessoa, é de rir ou chorar? Devaneios é pouco pra definir tamanho surrealismo. Mas, pois bem, merece alguns comentários, afinal cumpri várias hehehe!
1- Não é que fiz dois cursos de teatro? Fiz sim, lindos, maravilhosos, cresci muito com eles, pretendo... sei lá... talvez continuar,
2- Olha juro que me esforcei, acho que consegui ser mais tranquila sim, mais leve, longe do ideal, mas foi a meta que mais lembrei,
3- Idem a dois, cumpri em parte, difícil tarefa de não ser a carrasca de si,
4- Sim comecei em abril, mas agora assídua e feliz, maravilhoso.
5- Não, íh nem procurei,
6- Sim, pra ser sincera uma com terapia alternativa e outra com uma psicóloga, mas estava ficando esgotada, e mais doida, além do que, comprometendo o ítem 3, então larguei momentaneamente a psicóloga,
7- kkkkkkk nem procurei, preciso rever este ítem.
Concluindo, até que o saldo foi positivo, e 2011 foi um ano intenso, um dos anos mais reveladores da minha vida, o ano que mais aprendi, apesar dos pesares, diria que 2011 foi um ano PAIXÃO, aquele que te faz chorar, rolar, suspirar, que machuca, mas que depois dele você sai mais madura, mais forte, mais verdadeira e que não esquece. Preciso fazer minha listinha para 2012. Ah e ainda falar muito de 2011 deixei de postar muitíssimos assuntos que merecem um post, nem que seja pra mim mesma. Retrospectiva que seja!
ps: a imagem é uma fotografia de umas flores que recebi dos alunos, postei sei lá, porque foi algo de bom no ano que está indo, ah sei lá!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Quando eu morrer...

Ah quando eu morrer os mortos comemorarão!! Uh finalmente esta mulher chegou, aqui andava meio pacato demais. Festas e condecorações. A natureza se movimentará, o vento fluirá. Afinal um espírito tão movimentado tomará a dimensão de vento.
Ah quando eu morrer os vivos sofrerão, chorarão o maior dos desesperos. - Que linda que era! Que jovem que era! (independente da idade) Que inteligente! Que figura que se foi! Oh
nada mais nessa vida terá sentido!!! Ela era o início, o fim e o meio!!! Como ouvir suas músicas? Como ver suas roupas? Como viver sem seus argumentos! Seus contos! Mandos e desmandos! Sua cor! A partir de agora tudo preto e branco! Ela era cor! Ela era arco-íris! - Minhas roupas disputarão! Meus perfumes cherarão! Meus escritos roubarão! Minhas fotos sumirão! Seus desejos dobrarão!
   Ah quando eu morrer alguns suspirarão, susperos aliviados - até que enfim! -  dirão ressentidos -  como demorou, achei que nunca teria paz! -  Sua presença ameçava! Seu brilho me cegava! Seu encanto me enciumava! - Ódios e ressentimentos ressurgirão, mas ficará o vazio. Ela não existe e agora o que colocarei no lugar? Como alimentar o buraco! Não podia tê-la, não podia sê-la! Como vou me aturar agora!
Mas efim, viva estou, não tenho medo da morte de forma alguma! Serei uma caveirinha maravilhosa! Conviverei bem com os mortos, acredito que devem ter mais o que me contar do que os vivos, muitas vezes tão chatos, tão sem novidades, tão previsíveis. Ah de convir que pelo menos a morte não é tão previsível assim. Viva os mortos! hehehe Vivam todos os mortos! Afinal se há gente que vive como morto! Deve ter morto que vive com muita vida! Assim creio!!!


Descupem, mas hoje o dia pede um devaneio!!! E se não gosta de devanear, sai daqui!! hahahaha Mas se gosta, fica e participa que és muito bem-vinda!!!

Imagens das caveirinhas paixões de sempre, retiradas do google e de Sylvia Ji

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Exagero à la Carmem Miranda.

"....O que é que a baiana tem?
O que é que a baiana tem?
Tem torso de seda tem (tem)
Tem brinco de ouro tem (tem)
Corrente de ouro tem (tem)
Tem pano da Costa tem (tem)
Tem bata rendada tem (tem)
Pulseira de ouro tem (tem)
E tem saia engomada tem (tem)
Tem sandália enfeitada tem (tem)
E tem graça como ninguém...!..."
 
É obvio que a coleção Las Mujeres de Retalhos e Devaneios não ia esquecer da divina Carmem Miranda!!! Icone na música e do cimena, marcou por sua irreverência, talento, personalidade ímpar e extravagancia. As peças aqui de amostra são pra aquelas mulheres que amam um exagero à la Carmem, estas bem sabem que o exagero tem seu valor, quando bem combinados e harmonizados!!!
 

 

sábado, 1 de outubro de 2011

A CASA DA GENTE I

A verdade é que a maioria de nós não tem ainda a casa dos seus sonhos, nada fácil nesse capitalismo adquirirmos nossa casa própria, e quando isso acontece levamos longos anos para deixá-la como gostariamos. Mas mesmo assim volta e meia me surpreendo em conversas, quando descubro que há pessoas das quais, simplesmente, não suportam ficar em suas casas, que entram em crises de ansiedade para fugir do espaço que deveria ser seu lar doce lar. Geralmente elas dizem que não gostam de suas casas porque não tem nada pra fazer. Aí fico mais horrorizada, não entendo, eu mal tenho tempo de fazer um quarto do que gostaria e sempre acho insuficiente.
Mas enfim, pensando sobre o assunto creio que esta fulga, dentre muitos motivos, está no fato de muitas pessoas não se identificarem com seu espaço. Cria-se a idéia da casa perefeita, e enquanto se espera por ela, nada mais se faz no ambiente que vivem. Alerto para que, mesmo que estejas já de saída, ou como eu, já com planos de mudança para um novo espaço, e não esteja disposta mais a pagar nem um centavo pelo lugar que tu moras atualmente, deve cuidar para não ser relapsa com ele. A casa da gente deve ser o lugar de fuga, o refúgio, o descanso, o lar, o melhor lugar do mundo. Cuide dele como der, espalhe coisinhas que gostas nos seus cantos. Não, não será o que tu sonhastes, mas pode ser gostoso demais. Farei três posts sobre "A casa da gente", dando uma idéia de como faço isso por aqui. Um incentivo para aquelas que estão desestimuladas com seus lares e uma forma de compartilhar meus espaços com aquelas que pensam como eu. A casa da gente é o melhor lugar do mundo!








quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Nem tudo é fácil - Cecília Meireles

Li esta poesia ontem, fiquei com ela na cabeça, acho que porque tenho pensado nestas coisas, porque tanta dificuldade com o lindo, com o necessário, com o realmente importante e tanta facilidade para os sentimentos negativos? Esforcemo-nos para inverter a lógica. Lindo poema. Viva a Cecília Meireles!!!!
"É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste.
É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada
É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.
É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia.
É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua.
É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo.
É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar.
É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.
Se você errou, peça desculpas...
É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado?
Se alguém errou com você, perdoa-o...
É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender?
Se você sente algo, diga...
É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar alguém que queira escutar?
Se alguém reclama de você, ouça...
É difícil ouvir certas coisas? Mas quem disse que é fácil ouvir você?
Se alguém te ama, ame-o...
É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz?
Nem tudo é fácil na vida...Mas, com certeza, nada é impossível
Precisamos acreditar, ter fé e lutar para que não apenas sonhemos, Mas também tornemos todos esses desejos, realidade!!!"

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Um tempo para os devaneios. Retalho do dia: BOCA ROSA!!!

Muitos devaneios ultimamente, então um tempo com uns retalhos.
Dica do dia: BOCA ROSA!!!
Se você é como eu que não tem uma peça rosa no armário, no máximo uma calcinha e olhe lá!!! Vai a dica: que tal uma boca bem rosa? Uhuuuullll !!!!! Afinal não somos tão meigas pra roupas rosas, mas somos sensuais e gostamos muito dos rosas, se bem combinados.
Faz tempo que gosto do rosa pra batom, porém sempre usava tons claros, mas dessa vez encontrei um tom mais forte, mais sensual e estou amando combiná-lo com minhas roupas. Ele é lindo e recomendo!!! 
Eis o fofo: baton da Loreal Paris, Radiant Rose, Color Riche Serum - S 103 - comprei baratinho quando viajei pra Argentina, imagino que quem costuma ir à Rivera encontra ainda por menos. Já que infelizmente aqui somos esmagadas por impostos e nem sempre podemos comprar a maquiagem que gostamos.
Abaixo duas fotinhos minhas feliz da vida combinando a boca rosa com uma renda preta e outra com uma busa de oncinha. To amando a boca rosa!!!! kkkk

domingo, 25 de setembro de 2011

Basta I !!!!!!! Chega de vitimizar-se!!!!!!

Fico impressionada com a capacidade humana de vitimizar-se, de justificar suas atitudes e confusões através da vitimização. Frases do tipo "Sempre eu sou a malvada?!", "Ninguém me entende!", "Oh pensei que eu tinha algum problema!", "Sempre colocam a culpa em mim." e aí justificam seus problemas com frases de efeito do tipo "Eu sou mais eu, não preciso de ninguém!". Ah por favor se sempre te culpam, se sempre parece que vc está errada, talvez é porque vc tem problemas sérios de autoestima, e, tudo te machuca, ou talvez vc realmente seja a errada da história. Então: BASTA!!!!!!!!! Chega de ser ridícula!!!!! Passe uma borracha nos erros e corrija-os. Evolua!!!!!! Será que seus problemas são mesmo tão importantes!!!!!! Será que tua individualidade é tão importante para o mundo que precisa o tempo todo compartilhá-la???
Pensemos mais nos valores e problemas coletivos e menos nas mesquinharias individuais. Será que os outros estão realmente interessados se vc é compreendida ou não, se teve desilusões e decepções? Pense!!!!! Compartilhar a individualidade só serve se for pensada no coletivo. Por isso que amo a poesia, poetas conseguem transformar problemas extremamente individuais em exaltação coletiva. Mas até pra isso tem que ter dom Ok? Se você não tem, pare de se vitimizar e procurar idiotas que o ajudem a manter-se sem evolução.
Basta!!!!!!! Cresça!!!!!!! Seja mais você e se esforce um pouco em superar dilemas ridículos, pare de justificar suas atitudes, procure melhorar, o caminho é arduo, mas é pra isso que estamos vivos, para sermos seres melhores.
"Se tem problemas, resolva-os...
Se te magoaram, supere.....
Se te desiludiram, aprenda.....
Se te abandoram, se encontre....
Se te detestam, se ame....
Se errou, conserte..... e de uma vez por todas, pare de se vitimizar"

Desculpem o desabafo, mais eis aqui uma pessoa saturada, numa época de tantos problemas sérios no mundo, de pessoas que enchem as redes sociais de frases hipócritas, sobre seus probleminhas individuais, e sempre se justificando. Ah se errou, assuma!!!!!!! Se não errou, perdoe-se!!!!! e poupe o próximo de suas babaquices!!!!!! Fica a Dica!

sábado, 17 de setembro de 2011

É morte, mas também é VIDA!

Dia 11/09/2011 minha vó faleceu, nesses momento relembramos o quanto fragéis e tristes somos, desejamos mudar o ciclo, impedir que aqueles que amamos sofra. Mas só podemos aceitar, e fazer o melhor possível para tornar um momento tão horrível, em algo mais confortável. Digo confortável no sentido de estarmos perto daqueles que amamos, lembrar de tudo de maravilhoso que vivemos, pois são essas lembranças que fazem valer uma vida. Também nos conforta saber que convivemos, respeitamos e amamos aquela pessoa em vida, isso deixa nossa consciencia tranquila e em paz quando alguém se vai.
Pensando na vida e logo na morte lembrei desse trecho do livro "A História de uma Folha" de Leo Buscaglia. Quando li era uma criança e lembro que fiquei dias e dias a refletir sobre ele. Me ajudou a ver a morte como algo mais bonito ou pelo menos natural, e principalmente a procurar ser útil enquanto viva.

“... A folha se descobriu a perder a cor, a ficar cada vez mais frágil. Havia sempre frio e a neve pesava sobre ela. E quando amanheceu veio o vento que arrancou a folha de seu galho. Não doeu. Ela sentiu que flutuava no ar, muito serena. E, enquanto caía, ela viu a árvore inteira pela primeira vez. Como era forte e firme! Teve certeza de que a árvore viveria por muito tempo, compreendeu que fora parte de sua vida. E isso deixou-a orgulhosa.
A folha pousou num monte de neve. Estava macio, até mesmo aconchegante. Naquela nova posição, a folha estava mais confortável do que jamais se sentira. Ela fechou os olhos e adormeceu. Não sabia que a folha que fora, seca e aparentemente inútil, se ajuntaria com água e serviria para tornar a árvore mais forte. E, principalmente, não sabia que ali, na árvore e no solo, já havia planos para novas folhas na primavera."
Leo Buscaglia
 
Agradeço a minha vó por ter me cuidado na infância, por ter sido sempre amável e dedicada, por ter me alimentado, por ter me afagado. Agradeço a minha vó por ter me ensinado a amar as plantas, por ter me incentivado a fazer trabalhos manuais. Agradeço pelos cafés que tomei na sua casa com cuequinhas e pães caseiros. Agradeço pelas conversas na sua cama e quando olhavamos o Chaves ou novelas mexicanas juntas. Agradeço pelas massagens que faziamos uma na outra. Agradeço pelas histórias e sentimentos que compartilhava comigo. Obrigada querida vó por ter sido presente na minha vida e por deixar tantos valores e lembranças carinhosas registradas em minha memória e coração.
 
És eterna agora Alzira.


terça-feira, 6 de setembro de 2011

Ufa! Setembro!

  
Viva setembro chegou, depois de um longo, escuro, frio e chuvoso agosto, depois de uns quatro finais de semana sombrios, viva setembro chegou, e chegou chegando, com sol e luz. Fui pra Redenção, já estava com saudades de ficar lá largadona, e como sempre, sempre a algo novo a descobrir. Adorei esses grafites feitos na parede de proteção da reforma do anfiteatro. Uma linda alusão as décadas passadas. Fiquei um tempo deitadona na grama curtindo as árvores e o grafite. Viva Setembro!!!! Viva Sol nosso de cada dia!!!!!

domingo, 28 de agosto de 2011

Um lindo devaneio!

Recebi de um amigo e fiquei muito feliz, lisongeada:

"A mulher que é Ser de bom gosto, não esconde o que desejas

Põem nos objetos mais simples os anseios da arte em cor
Faz de retalhos vestidos alegres, de barbantes colares brilhantes
De pequenos objetos brincos de todos os universos
E nessa mania de retalhos e devaneios, de apegos e desapegos
...Que arte surge resplendorosa nas belas mãos de mulheres formidavelmente criativas."


Renan Costa

sábado, 27 de agosto de 2011

Sério: Troque de canal!!!

Chega de rede Globo né gente? Olha nem vou comentar, se não ficaria aqui muito tempo e estou cansadinha, mas renderia esse assunto. Então é só uma dica séria: TROCA DE CANAL, sério.
Hoje as 22 horas vai rolar na TVE um documentário sobre minha musa inspiradora, a maior diva de todas, a FRIDA KAHLO, então tira do Zorra Total, da novelinha ou do filme manjado e assiste o documentario da Frida. Obvio que se tiver algo melhor pra fazer do que olhar tv. Parabéns!!! Bom sábado!

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Dica: Coques anos 50!

Tempo vem, tempo vai e os coques eternamente nossos parceiros. Eu prefiro meus cabelos soltos, ar tô nem aí, mas quando a intenção é ficar a vontade adoro um coque bem descontraído, e ao extremo também, sabe quando queremos realmente nos arrumar para aquela festa super especial? Quando queremos fugir de nós e apostar em algo mais glamouroso? Então, recorro a ele também, como muitas outras mulheres. 
Recentemente fui madrinha de um casamento e queria exatamente isso, fugir um pouco do meu estilo mais despojado e curtir um certo glamour, mas sem abrir mão do meu estilo, sem me fantasiar. Pesquisei horrores sobre coques, queria um de qualquer jeito, mas tinha que ser assim: retrô, moderno, glamouroso, mas com a minha cara, hahahaha só isso!!! Pesquisa daqui e dali, amei os coques anos 50!!! Achei os mais belos de todos, mas queria anos 50 porém bem repaginadinho, pra não parecer imitação, ter que ouvir comentários do tipo: Ai você está igual a cantora tal!!! Ah que parecida com a atriz do filme!!!! Me poupe!!!! Odeio isso!!!!
Então a saída foi um coque alto pra caramba como referência aos anos 50, porém não tão arrumadinho.
Aqui os que mais amei, em breve quero fazer outro tipo anos 50, aí bem tradicional e danem-se os comentários desagradáveis, saio surda neste dia!!!!!
Sugestões anos 50 pra quem quiser se inspirar!!!!








Esse lindo aqui no blog Ambiente Vistoriado tem até o passo-a-passo dele, perfeito, passa aqui você também ficará encantada:
http://ambientevistoriado.com/glamour-anos-50s-no-cabelo/

E por último o meu claro!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Dica: pra Brilhar paetê!!!

   Não é novidade, quer brilhar? Vai de paetê!!! Eles são um arraso, dão uma ar descolado, clima de festa, tornando o look literalmente cheio de brilho. À noite ou de dia está valendo!!! É só saber combinar.
Não só roupas podem ter paetês, mas acessórios também ficam lindos. Para exemplificar, a dois dias eu tinha uma festa de casamento pra ir, e não deu outra, eu e minha irmã apostamos no paetê, meu vestido já tinha algum brilho então apostei no sapato de paetê prata. Minha irmã que tinha um vestido mais sóbrio e clássico ousou no paetê dourado em um bolerinho, que mandou fazer especialmente para ela. Ficamos loucas na loja de tecidos com as novidades em paetês. Realmente dá pra criar muito!!! Aí vai alguns idéias.

Sapato de paetê que usei no casamento.

Bolerinho de paetê da minha irmã Carol.
 Fernanda Lima a musa do paetê, estava linda na coleção de Natal 09 da Vivara. Quem lembra?
 No programa Amor e Sexo usa e abusa dos paetês. No programa tudo bem exagerado afinal esta é a intensão.
 Aqui imagem da revista Vogue 2010 lembrando que paetê também pode ser despojado se bem combinado durante o dia.